Artigo: Leia Literatura

Se não existissem mais livros didáticos, se recolhessem os livros de autoajuda, os manuais técnicos e sobrasse apenas a Literatura, o Homem conseguiria compreender o que foi o homem, o amor, a amizade, a família, a casa, o governo, a igreja, os costumes, o tropos, a vida, o medo, a saudade, a alegria, a morte, a vida, sua gastura!?

Se tiverem que recolher livros que não sejam os de Literatura!

Com eles aprendi a viver. Com a Literatura eu conheci a Bahia e os Capitães da Areia. Fabiano e suas agruras. Brás Cubas e o Rio de Janeiro, a política e as falcatruas. Amei com Lucíola até o último dia. Com Guimarães Rosa, conheci o Buriti e passei a entender que o que importa é a travessia. Com Drummond, senti o que não vivi. O Brasil está todo presente no Sul de Veríssimo, no Norte de Thiago de Mello, no Nordeste de Suassuna, no Rio de Júlia Lopes, de Machado, de Clarice e de Cecília. Na vida Severina de João Cabral, nos Becos de Bandeira. Na infância inventice de Manoel de Barros, nos passeios noturnos do velho Fonseca. Na poesia Tonelero de Ana Cristina. Em Lima, em Rufino, em Castro Alves, Cruz e Souza, as vozes da Libertação. Em Augusto e a Anatomia. Se desaparecerem livros, que não sejam os de Literatura.

Quer conhecer o Brasil!?

Leia Literatura Brasileira.

Quer conhecer os brasileiros?

Leia Literatura Brasileira.

Quer conhecer o Ser Humano!?

Leia Literatura!

Leia Literatura!

Leia Literatura!

Entre em Contato
Cintia Barreto - Doutora em Literatura Brasileira Cintia Barreto